5 erros que fazem seu dinheiro acabar antes do fim do mês

Maioria das pessoas passa por esse "dilema" com frequência

Um mês tem 30 dias, 720 horas, 43.200 minutos e 2.592.000 segundos. Parece muito? Pois para aqueles que não conseguem fazer o salário durar até o fim do mês, esse período torna-se uma eternidade. De cada dez pessoas que participaram de um levantamento do Ibope, sete disseram que o salário nem sempre dura até o fim do mês.

Segundo os especialistas em educação financeira, a causa desse problema pode ser encontrada em pequenos erros do cotidiano. Confira os principais:

1 - Falta de planejamento
“O fato de uma pessoa não ter planejamento a deixa livre para gastar sem critérios, o que, muitas vezes, é feito sem perceber. As pessoas só se dão conta dos efeitos desses atos anos depois”, afirma Eduardo Bassin, economista pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Por isso, diz o economista, é essencial colocar tudo na ponta do lápis: anote gastos e cheques emitidos e consulte regularmente seu saldo, para não perder o controle de suas contas.

2 – Consumo por impulso
O impulso é um dos principais vilões das finanças, segundo a planejadora financeira pessoal Letícia Camargo. “Achamos que merecemos comprar tudo o que nos apetece, sem sequer nos preocuparmos com o quanto podemos gastar. Isso por conta do valor excessivo que damos ao presente e ao que possuímos”, esclarece Letícia. Para mudar esse comportamento, a educadora indica uma medida bem simples: fazer lista de compras. “Se damos o nosso suor para ganhar nosso dinheiro, deveríamos nos esforçar da mesma maneira para respeitar e cuidar do que ganhamos. É preciso dedicar algumas horas por mês para anotar os gastos, analisar as contas e traçar metas financeiras”, diz a planejadora.

3 - Não anotar pequenos gastos
Quando o dinheiro acaba, a pergunta é sempre a mesma: para onde foi todo o meu dinheiro?  Procure a resposta nos pequenos gastos que você nunca inclui no orçamento: um real aqui, outro ali, e seu salário se reduz aos poucos, sem que você perceba.

4 - Não traçar metas
“O dinheiro pode durar mais quando estabelecemos metas e nos empenhamos em alcançá-las”, assegura o economista Bassin. Traçar quais são seus objetivos para o dinheiro que ganha ajuda no planejamento e no controle do orçamento. Afinal, é preciso um bom estímulo para resistir à vontade quase irresistível de comprar.

5 – Não envolver toda a família nas finanças
Segundo o educador e planejador financeiro Pedro Braggio, muita gente erra ao não envolver a família nas finanças. “Converse abertamente com os familiares sobre as contas a pagar e faça um orçamento doméstico com a participação de todos. Assim, todos terão acesso às informações e poderão agir de forma mais consciente em relação ao dinheiro”, explica Braggio.

Tags: consumo orçamento organização financeira salário

Veja mais