Cartões de lojas podem trazer vantagens?

Assim como qualquer outro serviço de crédito, as facilidades acabam induzindo ao consumo supérfluo e desnecessário

Facilidade, praticidade e fidelização de clientes. Esses são alguns dos atrativos dos cartões de loja – chamados, no mercado, de “private label” – oferecidos em lojas de departamento, redes de supermercado, postos de combustível e outros estabelecimentos.

Mas é preciso ter cuidado com esse tipo de recurso. Assim como qualquer outro serviço de crédito, as facilidades acabam induzindo ao consumo supérfluo e desnecessário, que leva muitos consumidores à inadimplência. Segundo pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), dos brasileiros com contas atrasadas há mais de três meses, 43% têm dívida com os cartões de loja. Para não entrar nessa estatística, fique por dentro de algumas recomendações essenciais:

1 – Leia o contrato: “Fique atento aos contratos desses cartões, pois pode haver mudanças e cobranças extras mais tarde”, orienta o educador financeiro Pedro Braggio. Entenda quais são os descontos específicos para aquela loja e como obtê-los, quais os prazos de validade dos pontos, se a anuidade é gratuita e, ainda, se os benefícios oferecidos não são temporários.

2 – Analise os benefícios de acumular pontos: juntar pontos e milhas nesses cartões pode significar economia para o consumidor, desde que o benefício seja utilizado com critério. “Às vezes você gasta R$ 1 mil na compra de um produto desnecessário para receber um prêmio ou acumular milhas que não valem um terço desse valor. A vantagem está em aproveitar uma situação de necessidade de uso do cartão para obter outros benefícios”, explica o especialista em finanças Emerson Fabris.

3 – Analise a concorrência: pesquise as opções no mercado para escolher o estabelecimento que ofereça o maior número de benefícios. “Alguns estabelecimentos oferecem preços diferenciados, com redução significativa de até 10% para os clientes que utilizam seus cartões”, afirma Fabris.

4 – Lance mão da sua planilha: para utilizar bem esse serviço e aproveitar todas as suas vantagens, é preciso ter detalhado o seu orçamento doméstico. Anotando tudo o que você ganha e o que gasta, além de especificar sua meta de despesas todo mês, você terá maior controle sobre o que poderá comprar. “É importante o controle e planejamento para saber se sua renda comporta a contratação desse tipo de serviço”, reforça o planejador financeiro Pedro Braggio.

5 - Tenha um único cartão: “Se for para somar, tanto dívidas quanto pontos, que seja em um só”, diz Braggio. Além de mais fácil de administrar e ter apenas um limite de crédito, usar apenas um cartão significa também ter maior controle de suas contas.

Tags: cartão consumo crédtio educação financeira organização financeira

Veja mais