Médico alerta sobre risco de quedas em idosos

Dados do Ministério da Saúde mostram que, pelo menos uma vez por ano, 30% dos idosos irão cair

Conforme envelhecemos, o risco de quedas e a falta de equilíbrio se tornam uma preocupação séria. Dados do Ministério da Saúde mostram que, pelo menos uma vez por ano,  30% dos idosos irão cair. Junto com as quedas, os riscos de fraturas também aumentam: de 5% a 10% das quedas resultam em ferimentos mais graves nos idosos.

O Guia Morar Sozinho também listou alguns dados sobre acidentes domésticos envolvendo idosos:

  • 70% das quedas ocorrem em casa;
  • 30% caem uma vez ao ano;
  • 28% das quedas dos homens resultam em fratura
  • Dois terços das pessoas sofrem uma segunda queda em seis até meses
  • 40% das mulheres que caem acabam com alguma fratura.

“Muitas vezes, ao cair pela primeira vez, a maioria dos idosos acaba não valorizando o episódio, atribuindo a queda a uma casualidade. Entretanto, a maioria das pessoas sofrem quedas em consequência de alterações em sua condição de saúde física”, afirma o Dr. Marcus Yu Bin Pai, médico especialista em reabilitação. “Seja a causa uma patologia (lesão, doença) ou a diminuição normal do condicionamento, força ou visão que ocorre com o tempo, é essencial consultar um médico após o incidente inicial”.

As alterações fisiológicas contribuem para que os acidentes ocorram com maior frequência na terceira idade. As limitações da visão, audição, postura, equilíbrio e locomoção podem prejudicar a estabilidade do idoso. Também é preciso ter cuidado com o ambiente em que o idoso vive; a maioria das quedas ocorre dentro de casa. Separamos alguns cuidados simples, mas que podem fazer a diferença:

Como deixar sua casa mais segura:
  • Invista em pisos antiderrapantes;
  • Remova os obstáculos do caminho, como tapetes, móveis baixos ou brinquedos;
  • Mantenha um objeto luminoso ao lado da cama; assim o idoso pode acender a luz caso precise se levantar;
  • Barras de segurança nos banheiros também podem ajudar: uma dentro do box, para que o idoso possa se apoiar durante o banho e outra ao lado do vaso sanitário, para ajudá-lo a levantar;
  • Coloque uma cadeira debaixo do chuveiro para que o idoso possa se sentar.

As quedas devem ser sempre consideradas um sinal de aviso da existência de um problema maior que precisa ser identificado e tratado. A maioria das pessoas que sofrem quedas se machucam repetidas vezes, com a probabilidade de lesões mais graves (como fraturas) aumentarem ao longo do tempo. Para o seu próprio bem, se você cair, leve isto a sério, busque ajuda médica e trate a sua condição, a fim de melhorar sua qualidade de vida geral após a queda, e prevenir novos episódios.
 

Como a fisioterapia pode ajudar
Numerosos estudos demonstraram que a fisioterapia pode ajudar a melhorar o equilíbrio e a força muscular, além de diminuir o risco de quedas. Os exercícios irão ajudar no fortalecimento muscular, recuperação da massa magra, além de treinar equilíbrio, propriocepção e uma marcha adaptada adequada, com o uso de meios auxiliares (como bengalas e andadores) se necessário.