Sites ajudam quem quer dividir apartamento

Além de rachar despesas, do convívio pode nascer uma amizade

Em páginas como Moove In e Repúblicas do Brasil, é possível encontrar pessoas interessadas em dividir imóveis, com o objetivo principal de conquistar a independência e, finalmente, sair da casa dos pais. Parece uma ideia genial? Pois saiba que a alternativa realmente é ótima para o bolso. No entanto, há outros fatores que devem ser considerados, antes de tomar a decisão. 

Custo: cairá proporcionalmente ao número de pessoas que morarão com você. Em duas pessoas, o gasto com as despesas básicas relacionadas à moradia - aluguel, condomínio, água, luz, gás, telefone e internet, por exemplo – poderá ser dividido pela metade. Já em três pessoas, em vez de pagar 100% das contas, você arcará com apenas 33% delas. Além dos custos fixos, coloque nessa conta também os variáveis, como manutenção do imóvel, contratação de faxineiras para limpezas eventuais etc.

Comodidade e privacidade: quando a casa ou o apartamento é compartilhado, perde-se um pouco de conforto e liberdade. Nessas condições, para assegurar uma boa convivência, apenas o bom senso não basta,  é fundamental criar regras, em consenso com as pessoas que dividem a moradia.

Companhia: ter alguém com quem conversar pode ser uma vantagem, especialmente para quem está mudando de cidade ou estado. Porém, dividir o mesmo espaço com amigos ou familiares nem sempre funciona. Nesses sites especializados, é possível encontrar pessoas de perfil similar ao seu, o que pode garantir uma convivência muito mais harmônica, mesmo com desconhecidos.

Segurança: é claro que não dá para simplesmente abrir a porta do seu lar para alguém que quer dividir as despesas. É preciso checar a procedência e conhecer o candidato pessoalmente, antes de fechar negócio. Os sites especializados facilitam a vida, pois eles cruzam dados para colocar em contato pessoas que tenham mais ou menos o mesmo perfil. Também é possível marcar entrevistas com os candidatos, exatamente como acontece nos processos seletivos de empresas. Isso tudo diminui as chances de se tomar a decisão errada e de, consequentemente, inviabilizar os planos.    

Consultoria: Beatriz Varella, fundadora do Moove In e Luiz Duda, fundador do site Repúblicas do Brasil.

Tags: aluguel casa orçamento doméstico planejamento financeiro

Veja mais